Aprenda a “LER” as velas de ignição do seu motor

As velas de ignição do motor de seu carro são responsáveis pela faísca que provoca a combustão no ciclo de explosão. Você sempre deve checar o estado das velas de ignição a fim de proporcionar a performance desejada.

As velas podem fornecer informações valiosas sobre o desempenho do seu veículo e podem prever possíveis problemas. Aprender a ler uma vela de ignição é rápido e fácil, e faz com que você possa determinar quando efetuar a troca do componente para um melhor desempenho.

A leitura de uma vela de ignição envolve a avaliação da condição e cor da base dela. Na maioria das vezes, uma cor alaranjada ao redor do eletrodo indica um motor saudável e com bom desempenho. Se qualquer outra cor ou condição contrária a mencionada estiver presente na vela, isso indica problemas com o motor, o sistema de combustível ou a ignição. Estude o desenho abaixo para aprender a ler vela de ignição do seu carro:

Inspecionando a condição de suas velas de ignição

1- Após o motor esfriar completamente, retire as velas de ignição tomando cuidado para não misturá-las. Numere a bancada ou outra superfície qualquer e vá colocando as velas sob o número correspondente ao cilindro de onde ela saiu. Isso ajuda a identificar qualquer problema em determinado cilindro e também faz com que as velas sejam instaladas de volta ao cilindro de onde elas saíram.

2- Verifique a existência de fuligem na vela. Se houver a presença de fuligem preta no isolador ou até mesmo no eletrodo central, significa que o motor está trabalhando com excesso de combustível. Esse sintoma pode ser sanado com ajustes na carburação para que a queima seja mais completa. Tome cuidado aqui, pois às vezes temos que deixar o carburador com excesso de combustível em baixa para que não haja falta em alta rotação.

3- Verifique pela presença de depósitos brancos (cinza algumas vezes) no isolador ou eletrodo central. Quando isso é constatado, pode ser motor consumindo óleo ou excesso de aditivos no combustível. É mais comum que seja motor consumindo óleo. Então anote o cilindro em questão e faça uma verificação nos retentores de válvulas, anéis e/ou desgastes excessivos. Esse problema, como pode ser visto, não será fácil de ser reparado.

4- Verificar a presença de bolhas (pontos) brancos ou bege no isolador da vela de ignição. Se isso for constatado, é melhor trocar de posto de abastecimento, pois é típico de combustível ruim.

Se por um acaso você trocar de posto de abastecimento e o problema persistir, então pode haver um vazamento de vácuo no motor que deverá ser verificado.

5- Verifique a ponta do eletrodo da vela quanto a pequenas manchas preta, como pitadas de pimenta. Isso significa que está ocorrendo o fenômeno de DETONAÇÃO que em condições mais severas – ocorre a quebra ou trinca no isolador – poderá danificar as válvulas de admissão, cilindros, pistões e anéis .

Para solucionar, verifique se a graduação térmica das velas de ignição é a recomendada para o seu motor. Verifique também a octanagem do combustível, se está condizente com a taxa de compressão e outros fatores relacionados à preparação (se houver) pela qual seu motor passou.

6- Troque as velas de ignição regularmente. Para saber diferir se uma vela é velha ou nova, verifique o eletrodo central. Se ele estiver com muito desgaste os arredondado, é hora dessa vela de ignição ser trocada!

Uma vela com muito desgaste faz com que o motor tenha dificuldades na partida e também tenha seu rendimento/economia prejudicados, além de quê uma vela muito antiga ainda em uso pode comprometer o sistema de ignição do veículo.

Então é isso aí! Espero que tenha gostado e também que, de agora em diante, tome mais cuidado com esse componente tão importante para os motores de nossos Hot Rods: AS VELAS DE IGNIÇÃO.

Valeu!

Luciano.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *